domingo, 30 de março de 2014

FALAR AO CORAÇÃO

Arte Catherine Rebeyre
"Se você falar com um homem numa linguagem que ele compreende, isso entra na cabeça dele. Se você falar com ele em sua própria linguagem, você atinge seu coração."
Nelson Mandela

Quantas vezes não conseguimos transmitir aos outros o que nos vai na alma? Não conseguimos estabelecer empatia, nem fazer-nos entender, quando expressamos as nossas inquietações, mágoas ou medos?
Quantas vezes pedimos, exigimos, suplicamos, ameaçamos, sem conseguir obter os resultados que esperávamos ou ambicionávamos?

Arte Naiden Stancherv

De facto, só conseguimos, verdadeiramente, comunicar com os outros se lhes conseguirmos falar ao coração.
Mas, falar ao coração de alguém é uma Arte e um Dom. 
Esta é a Arte mais bela e mais difícil que qualquer ser humano pode realizar.
Este é um Dom que nasce connosco, mas para que ele possa desabrochar é necessário que estejamos dispostos a abrir o nosso coração; é necessário que nos libertemos de sentimentos e energias negativas, inveja, rancor, raiva, sentimentos de superioridade ou inferioridade; é necessário que enfrentemos os nossos medos; é necessário que tenhamos a capacidade de arriscar; é necessário que sejamos capazes de reconhecer e assumir os nossos erros, limitações e ignorância; é necessário que sejamos, simultaneamente, humildes e seguros de nós próprios; é necessário que estejamos dispostos a aprender.
Então, esta Arte e este Dom precisam de uma vida para ser trabalhados, desenvolvidos, aprendidos e conseguidos.
Esta é a Arte da Vida e o Dom da Humanidade.

 Arte Sandra Bierman

UBUNTU - "Eu sou porque nós somos"

quinta-feira, 27 de março de 2014

Sawabona Shikoba!




Hoje, alguém partilhou no facebook o seguinte post:


SAWABONA!!!

Há uma "tribo" africana que tem um costume muito bonito.
Quando alguém faz algo prejudicial e errado, eles levam a pessoa para o centro da aldeia, e toda a tribo vem e o rodeia. Durante dois dias, eles vão dizer ao homem todas as coisas boas que ele já fez.
A tribo acredita que cada ser humano vem ao mundo como um ser bom. Cada um de nós desejando segurança, amor, paz, felicidade. Mas às vezes, na busca dessas coisas, as pessoas cometem erros.
A comunidade vê aqueles erros como um grito de socorro.
Eles se unem então para erguê-lo, para reconectá-lo com sua verdadeira natureza, para lembrá-lo quem ele realmente é, até que ele se lembre totalmente da verdade da qual ele tinha se desconectado temporariamente: "Eu sou bom".
Sawabona Shikoba!
SAWABONA, é um cumprimento usado em África  e quer dizer:
"Eu te respeito, eu te valorizo. Você é importante pra mim"
Em resposta as pessoas dizem SHIKOBA,que é:
"Então, eu existo pra você"

por Mera Resiliência



Gostei. Não sei se este é, de facto, um costume de algum ou de todos os povos Haúça, ou se esta informação não passa de uma lenda, para a qual foram repescadas estas palavras, repletas de significado, da língua Haúça.

Na realidade, não estou preocupada com a veracidade da história, mas antes com a mensagem que ela transmite. Ou seja, que é importante valorizar o outro, procurar ver os pontos fortes e qualidades, pois essa ação é fundamental para que o outro se redescubra e se transforme, tornando-se mais forte, mais feliz e, acima de tudo, uma pessoa melhor.

Mas, como todos tão bem sabemos, essa transformação, na maioria das vezes, é lenta, árdua e mesmo, por vezes, aparentemente impossível.

Para valorizar o outro, por forma a que ele interiorize a sua verdadeira importância, é necessário que nós próprios já nos tenhamos valorizado e transformado interiormente.
Também na educação, é extraordinariamente importante que as crianças se sintam valorizadas, não porque sejam melhores do que outras, nem por serem ignorados os seus erros ou falhas, mas, sim, porque dando-lhe um reforço positivo, valorizaremos as suas qualidades efetivas e a sua capacidade para melhorarem as menos boas, ao mesmo tempo que as fazemos sentir amadas.
O significado profundo destas duas expressões tem uma enorme proximidade com uma outra, a que já estamos mais habituados, “Namastê”, ou, até mesmo com duas outras: Salaam Aleikum -Salamu Alaikum - Alá esteja contigo - E contigo também.


.
 "Eu honro o local em você em que o Universo inteiro reside, eu honro o lugar em você que é de Amor, de Integridade, de Sabedoria e de Paz. Quando você está neste lugar em você, e eu estou neste lugar em mim, nós somos um."


NAMASTÊ, literalmente significa "curvo-me perante ti"; a palavra provém do sânscrito namas, "curvar-se", "fazer uma saudação reverencial", e (te), "te". 
Quando dito a outra pessoa, é normalmente acompanhada de uma ligeira vénia feita com as duas mãos pressionadas juntas, as palmas tocando-se e os dedos apontando para cima, no centro do peito. O gesto também pode ser realizado em silêncio, contendo o mesmo significado. 
Ainda quando saudação, um namastê pode ser dito com as mãos juntas em frente ao tórax com uma ligeira curvatura. Para indicar profundo respeito, pode-se colocar as mãos em frente a testa, no caso de reverência a um deus ou santidade, coloca-se a mão completamente acima da cabeça. Namestê significado " O deus que habita no meu coração, saúda o deus que habita no seu coração " Mais radiante do que o Sol. Mais puro que a neve. Mais sutil que o éter. Esse é o Ser, o Espírito dentro do coração de cada um de nós. Esse ser sou eu, esse ser é você Somos todos nós, Está em você, está em tudo. font Sancritos M.V. Namstê significado ' O ser que habita meu coração sauda o ser que habita o seu coração 'font Sancritos M.V. Namastê é também usado como um cumprimento na comunicação escrita, ou geralmente entre pessoas que se conhecem. ler mais 



Respeite-se, ame-se e valorize-se... Reconheça o divino que há em si e no outro também.





UBUNTO  "Eu sou porque nós somos"

domingo, 23 de março de 2014

À Superficie


O olho é, talvez, dos órgãos dos sentidos o mais importante. Este é o sentido que nos permite  apreciar as belezas do mundo, ver por onde caminhamos, olhar o céu, observar pequenas partículas ao microscópio ou as expressões faciais daqueles com quem contactamos, realizar complexos projetos de equipamentos ou arquitetónicos...
No entanto, ainda que sejam os olhos que veem, é o cérebro quem descodifica e interpreta as imagens que estes transportam
Para a maior parte de nós, a perda da visão seria algo perfeitamente catastrófico e aterrador.
Mas, os olhos podem mentir-nos ou não ser capazes de ver o essencial.
Só se vê bem com o coração, o essencial é invisível para os olhos. "Le Petit Prince"Antoine de Saint-Exupéry
De facto, o nosso cérebro interpreta as imagens transmitidas pelos olhos em função e de acordo com os nossos conhecimentos e aprendizagens, com o nosso meio cultural e social de origem, com as nossas crenças, valores, conceitos, preconceitos e pré-conceitos. Daí que a descodificação de qualquer imagem possa pecar por insuficiente ou mesmo falsa.
Se falarem-nos olhos nos olhos nos inspira confiança ou nos intimida, não tem a ver exatamente com os olhos, mas com a atitude de quem nos olha.
De acordo com a crença popular "os olhos são os espelhos da alma", logo, quando falamos olhos nos olhos as nossas almas ficam mais expostas, tal como as almas dos nossos interlocutores.
Mas, se fecharmos os olhos, ao fim de algum tempo, começamos a percecionar o mundo de outra forma. Os sons, as formas, as texturas, tudo à nossa volta ganha uma nova e diferente dimensão. Começamos a ter novas sensações e a apercebermo-nos de coisas de que não nos tínhamos dado conta até então.
Meditamos de olhos fechados, para nos afastarmos das distrações mundanas. Beijamos de olhos fechados, para nos sentirmos mais unidos. Pensamos e concentramo-nos de olhos fechados. E, muitas vezes, é, também, de olhos fechados que abrimos o nosso coração, dizendo as coisas mais íntimas e profundas.
Quando estamos sozinhos, sabendo que não estamos a ser observados, julgados ou criticados, como nos comportamos? 
Pois é, a visão dá-nos apenas uma compreensão superficial daquilo que vemos. Para ver "mais longe" é necessário fechar os olhos e deixar que o coração "veja".
Como imaginam um(a) artista ou pretendente a artista?
Bonito(a), charmoso(a), com classe, vestido da forma adequada, com o sotaque certo, comportando-se de acordo com as "normas"?
Agora, imaginem uma pretendente a artista, com uns quilos a mais, vestida com um gosto duvidoso, falando com um sotaque estranho e comportando-se de uma forma um tudo nada deselegante.
Em seguida cliquem no vídeo abaixo e, depois, fechem os olhos...e oiçam (vejam) com o coração.



Da próxima vez que julgar uma situação ou pessoa apenas pela aparência, pela superfície, obrigue-se a fechar os olhos e a "ver" com o coração.




UBUNTO - "Eu sou porque nós somos"

quarta-feira, 19 de março de 2014

BURACO NEGRO



De acordo com a Teoria Geral da Relatividade, um Buraco Negro é uma região do espaço da qual nada, nem mesmo objetos que se movam à velocidade da luz, pode escapar. 
Este é o resultado da deformação do espaço-tempo, causada após o colapso gravitacional de uma estrela, por uma matéria astronomicamente maciça e, ao mesmo tempo, infinitamente compacta e que, logo depois, desaparecerá dando lugar ao que a Física chama de Singularidade, o coração de um buraco negro, onde o tempo para e o espaço deixa de existir. Fonte Wikipédia


Tal como o Espaço / Universo, também as nossas vidas estão repletas de buracos negros. Estes atraem para si toda a "matéria" das nossas vidas, transformando-se depois em singularidades, onde o tempo para e o espaço deixa de existir. 
Mas, por mais intensas, devastadoras ou trágicas que sejam as nossas Singularidades, efetivamente, o tempo não para e o espaço não deixa de existir, pois Mundo e tempo continuam, indiferentes, girando à nossa volta, ainda que tenhamos a sensação de que não existem ou estão parados . 
É nesse momento singular que vamos ao encontro do nosso “coração”, o local mais profundo, assustador e misterioso de nós mesmos. 
Os buracos negros ainda se encontram revestidos de mistério, para os cientistas, continuando a ser objeto de investigações, das quais, até agora, apenas resultaram Teorias. 
De facto, tanto os buracos negros do Universo, como os “buracos negros” do Homem, são profundamente intrigantes, apaixonantes e misteriosos. No entanto, é na busca da sua compreensão que o ser humano tem ganho mais sabedoria e conhecimento, tem vivido os momentos mais intensos e extraordinários, tem arriscado apaixonadamente a sua vida. 
É ao tentar desvendar o Mistério que o Homem se transforma, transcende, progride, se torna melhor e ganha Vida.




UBUNTU - “Eu sou porque nós somos”


sábado, 15 de março de 2014

EXPERIÊNCIA






"A experiência é uma professora brutal; mas você aprende. Deus, e como aprende!"

C. S. Lewis (1898-1963), escritor irlandês 



















A tempestade, tal como a experiência, pode ser assustadora, brutal, 






violenta, devastadora, letal...



Mas ela ensina-nos que do mortal raio nasce a luz; Da violenta chuvada nasce o verde; Da incontrolável enxurrada nascem lagos; Da tenebrosa destruição nasce a renovação...e, quando ela se afasta, do arco-íris renasce a Promessa da Vida...



E, com ela, a possibilidade de, se caminharmos até ao final do arco-íris, encontrarmos o pote de ouro...


Desse oiro, luminoso e doirado, nasce, então, a serenidade....






Ganhe a certeza de que por pior que seja a "sua tempestade", ela acabará por passar...

Inspire profundamente.... 

Deixe que a paz e a calma invadam o seu espírito, a sua alma, a sua mente e o seu coração...





UBUNTU - “Eu sou porque nós somos”





quinta-feira, 13 de março de 2014

DESPERTAR


Todo o ser humano é um Vulcão semi-adormecido... 
Os sentimentos negativos que vivem dentro de cada um de nós, dor, frustração, desilusão, humilhação, inveja, depressão, raiva, insegurança, falta de auto-estima, podem, a qualquer momento, tornar-se demasiado intensos e incontroláveis e fazer-nos explodir violentamente como um vulcão.
No entanto, a Água da Vida, fresca, cristalina e pura, tem o poder de esfriar a lava quente das emoções negativas e nocivas. 
Ela, com a sua pureza, acalma, pacifica e desperta-nos.



Desperte, espreguice-se, olhe o mundo com olhos de criança, jogue para bem longe as lentes de negatividade, pois se o nosso espírito seguir a Luz, se o nosso coração for capaz de se abrir ao Amor, se a nossa mente se abrir ao Conhecimento e à Sabedoria, nós, quais flores, belas e frágeis, mas, persistentes e seguras, abriremos as nossas pétalas, macias e delicadas, para receber a Luz em pleno coração.



Então, e só então, sofreremos a metamorfose... Transformados em Seres Mágicos, teremos a capacidade para fazer do Mundo um lugar melhor.
Os Seres de Luz e Amor serão donos, não da Terra, não de Homens, mas, sim, do seu próprio Espírito e Alma.
Os Seres Mágicos de Luz serão sempre os grandes fazedores de Milagres.

Purifique-se na Água da Vida... Abra-se à Luz... Deixe que o seu coração se encha de Amor e torne-se num Ser Mágico.




"UBUNTU - Eu sou porque nós somos"

segunda-feira, 10 de março de 2014

SOLIDÃO

PHOTOGRAPHY
Sozinho no mundo!!!
Perdendo-se num mar de dúvidas, medos, inseguranças, frustrações, dores, revoltas,...?
Sentindo que o peso da vida é demasiado para os seus ombros cansados, vergados sob o peso dos problemas?
Cansado de lutar? Sem apoio? Sem ajuda? Sem glória! Sem aplauso?
Exausto. Os braços pendem-lhe, inertes. 
Anestesia-se com livros ou filmes, vivendo através das aventuras do personagem principal?
Passa noites em bares, discotecas ou em reuniões com supostos amigos, com fama de divertidos?
Foge, tanto quanto lhe é possível, de se enfrentar a si mesmo, aos seus medos, limitações ou frustrações?
Evita encarar a realidade, acusando Deus, a sociedade, as chefias, os amigos, ou a família dos seus falhanços ou infelicidade?

Chegou o tempo de se sentir bem na sua pele. 
Olhe para o interior de si mesmo.
Veja quanta beleza e capacidades existem em si.
Olhe para o mundo!
Observe como todos vivem procurando um caminho e um sentido para a vida.
Erga os olhos para o céu!
Veja a luz e perceba... Nunca esteve... Nunca estará sozinho.
Respire fundo... Deixe-se envolver pela magia do Universo... Acredite nos seus sonhos... Lute por eles... Aceite as imperfeições da Vida, as dos outros e as suas e apaixone-se pela aventura mágica da vida. 
Dê o seu melhor e sorria.
Descobrirá, então, que haverá sempre alguém, correndo ao seu lado, na mágica maratona da Vida.

PHOTOGRAPHY


UBUNTU - "Eu sou porque nós somos"


sábado, 8 de março de 2014

TALVEZ


PHOTOGRAPHY

Talvez, talvez se sinta como uma solitária árvore, numa inóspita e alva paisagem.
Talvez sinta que o isolamento, a falta de apoio e o frio são um tormento demasiado grande para si.
Talvez lhe pareça que não faz sentido continuar a lutar. 
Talvez queira desistir.
Talvez já não seja capaz de acreditar.
Mas, a Árvore solitária, naquela imensidão branca e fria, vai ser protagonista e testemunha de um imenso milagre.
A Luz que a ilumina, aquele Sol pairando no céu vai aquecer a neve e derretê-la e, como por magia, as sementes, que por longo tempo se encontraram adormecidas, protegidas pela Mãe Terra, despertarão e brotarão da terra, transformando a imensidão branca, numa outra  verde, viçosa de vida.

A Árvore saberá, então, que das suas sementes nasceu vida. Que a sua coragem, esforço e solidão não foram em vão e que nunca mais ficará sozinha.
Tal como as da Árvore, também as suas sementes gerarão vida e, tal como ela, saberá que a sua luta, o seu esforço e dedicação não foram em vão.



JOSÉ RAMOS
Talvez, talvez pense que o seu caminho é difícil de trilhar, sobre rochedos inertes, sem vida, que lhe ferem os pés e a alma, a cada passo, em cada movimento menos contido.
Mas, se olhar melhor, verá que no rochedo, mais escarpado áspero e aguçado, também há vida. Porque o amor e a vida encontram sempre uma forma de desabrochar, por mais árido, inóspito e agreste que seja o local.


PHOTOGRAPHY
Talvez, talvez esteja indeciso sobre o caminho que deve tomar. 
Talvez, talvez já tenha perdido a esperança de acertar.
Talvez. talvez a nostalgia do que nunca viveu o esteja a esmagar.
Talvez, talvez a sua impotência, perante uma realidade incontrolável, o esteja a desesperar.
Mas saiba, também isso, um dia, irá passar.
Não perca a esperança, nem a coragem, ou a capacidade amar. A vida é cheia de caminhos, atalhos, subidas  agrestes e descidas íngremes, mas, no final, se o seu coração estiver aberto, todos os caminhos irão conduzir ao mesmo lugar.
Lá, onde o sol aquece mais,onde a temperatura é amena, a brisa nos acaricia o rosto com doçura. Lá onde a Luz nos envolve, onde sempre encontraremos a paz.



UBUNTU - "Eu sou porque nós somos"

DIA INTERNACIONAL DA MULHER



8 de Março de 2014

Feliz dia Internacional da Mulher



Todos os dias são dias da Mulher que tem Coração para Amar e Mãos para Dar...



UBUNTU - "Eu sou porque nós somos"

terça-feira, 4 de março de 2014

DANÇANDO NA LUZ

Hoje, como em todos os outros dias da nossa vida, é um bom dia para procurar o Caminho da Luz, mas não o faça curvado sob o peso dos problemas, da angústia, da tristeza, da raiva, do despeito, da inveja, da autocomisseração, ou do ódio.


Caminhe em direção à Luz, dançando. Entoe uma melodia que lhe traga paz, calma, boas recordações e bamboleie-se no seu caminhar.
Quando caminha para a Luz, caminha ao encontro de si mesmo e retorna à Origem, à Fonte da Vida, a Deus.
Observe os reflexos, concentre-se na luz...


Não, não é preciso morrer para caminhar em direção à Luz, pelo menos não de uma morte física.
Mas, é necessário que deixe morrer o que já não lhe é necessário, o que em nada o acrescenta, o que não faz de si um ser humano melhor.
Para caminhar  para a Luz há que Renascer.


Renascer, tal como nascer, exige  coragem, força e  amor. Renascer obriga a que se abandone o lugar protegido, a zona de conforto e, também, que se corte o cordão umbilical.
Renascer é ter a coragem de enfrentar a imensa solidão que todo o homem sente quando chega o momento da decisão.
Renascer não é partir, é renovar-se, é arriscar-se, é purificar-se, é voltar a Amar e voltar a Viver.
Caminhe, então, pelo Caminho da Luz...


UBUNTU - “Eu sou porque nós somos”

domingo, 2 de março de 2014

Fantasmas e Espíritos - Mediunidade e Factos Inesplicáveis


CASPER - O FANTASMINHA - O MAIS FAMOSO DE TODOS OS FANTASMAS

Quem nunca ouviu histórias de fantasmas ou de casas assombradas? 
Já se assustou com ruídos, principalmente noturnos, aparentemente inexplicáveis? Luzes que tremelicam sem justificação? Um vento frio que invade um compartimento, onde portas e janelas se encontram fechadas? Um perfume que se espalha pelo ar, vindo não sabe de onde? Ou sobressaltar-se porque tem a nítida sensação de estar a ser observado ou de que ouviu chamar por si, em surdina, ainda que esteja só? 
Já se sentiu perplexo ao observar uma criança, ou um animal de estimação, que manifesta  alegria, tristeza ou medo, ao olhar para uma localização determinada, em que, aparentemente, não se encontra nada que possa causar qualquer uma dessas emoções?
Já participou ou teve vontade de participar numa sessão de espiritismo? Sente curiosidade em ver mesas a moverem-se, ou obter respostas através da Tábua Ouija, ou, de uma forma menos profissional, utilizando um copo ou qualquer outro objeto que sirva de indicador?

Já ouviu falar ou viu, em programas televisivos, médiuns que dizem ser capazes de comunicar com pessoas já falecidas?
Já foi à "Bruxa" ou ao Médium, numa altura particularmente difícil da sua vida ou, apenas, por mera curiosidade?

De acordo com a Wikipédia, "Fantasma, na crença popular, é a alma ou espírito de uma pessoa ou animal falecido que pode aparecer aos vivos de maneira visível ou através de outras formas de manifestação. Descrições de aparições de fantasmas variam no modo como estes se manifestam. A tentativa deliberada de contactar o espírito de uma pessoa morta é conhecida como necromancia ou séance, no espiritismo.
A crença em manifestações espirituais dos mortos é comum, o animismo ou veneração dos mortos já era comum nas culturas pré-históricas. 
Fantasmas são geralmente descritos como essências solitárias que assombram um local, objeto ou pessoa, em particular, à qual estiveram ligados em vida, embora histórias a respeito de exércitos, trens, navios e até mesmo animais e números fantasmas tenham sido relatadas.
A noção do transcendental, sobrenatural ou espiritual, normalmente envolvendo entidades como fantasmas, demónios ou deidades, é um fenómeno cultural universal. Em religiões pré-históricas tais crenças costumam ser simplificadas como animismo ou veneração dos mortos.
Em muitas culturas, fantasmas malignos e perturbadores são diferenciados dos espíritos benignos envolvidos na veneração aos mortos."

Mas, afinal, será que os fantasmas / espíritos existem? 
Se não existem, se são meramente explicações "fáceis" para fenómenos que não conseguimos explicar, por que razão as descrições feitas acerca destas manifestações e entidades são tão semelhantes, desde os primórdios da humanidade, nas mais diversas culturas?
O facto de não termos explicação para algo, não significa que esse algo não exista ou que não venha a ser explicável.
Allan Kardec
Allan Kardec, o grande codificador do Espiritismo (neologismo inventado por ele), refere Marmita de Papin, no "O Livro dos Espíritos", "Efetivamente, para o observador superficial, que relação pode ter com a moral e o futuro da Humanidade uma mesa que se move? Quem quer, porém, que reflita se lembrará de que de uma simples panela a ferver e cuja tampa se erguia continuamente, fato que também ocorre desde toda a antiguidade, saiu o possante motor com que o homem transpõe o espaço e suprime as distâncias.", como forma de comparação com as manifestações do mundo espírita. Pois, ainda que a todos seja dado "ver" uma mesma realidade, apenas alguns conseguem observá-la, de outro ponto de vista, entendê-la, estudá-la, explicá-la e utilizá-la com diferentes finalidades. 


A Parapsicologia, termo criado por Max Dessoir, estuda os fenómenos paranormais, associados à experiência humana, ou seja, as interações sensoriais e motoras que aparentemente não são geradas por nenhum mecanismo ou agente físico conhecido, nos quais se incluem a telepatia, retrocognição, precognição, clarividência, telecinese, experiência de quase-morte, projeção da consciência, reencarnação e mediunidade em geral.
Será que espíritas e parapsicólogos estudam apenas meros devaneios da imaginação, ou, efetivamente, existem fenómenos, ainda não explicáveis pela ciência, que transcendem a realidade, tal como a concebemos?
Big Bang
O Universo, segundo a teoria cosmológica mais aceite, teve origem no Big Bang. A enorme explosão, desse infinitamente pequeno, denso e quente ponto de energia, terá dado origem a tudo o que existe. 
Nessa perspetiva, tudo o que existe no Universo é feito da mesma matéria das estrelas, ou planetas, incluindo os homens, ficando toda a diversidade e especificidades de cada elemento, desse tudo, a dever-se às diferentes conjugações, não aleatórias, mas antes manifestando inteligência e intencionalidade, dos componentes desse ponto inicial. 
Energia Vital
Assim, tudo o que existe está impregnado dessa mesma energia inteligente. Ainda que só conheçamos e compreendamos uma parte infinitamente pequena desse tudo, quer no que se refere ao Universo, outras galáxias, sistemas solares ou planetas, quer, até, relativamente ao ser humano.
A ciência e a tecnologia têm evoluído enormemente nos dois últimos séculos, no entanto, os cientistas ainda desconhecem para que serve e de que habilidades é capaz grande parte do nosso cérebro.
Muitos negam a existência do espírito, ou da alma, e, consequentemente, da vida após a morte, ainda que, também eles, não tenham provas científicas dessa não existência.
Para todos os outros, ainda que não saibam explicar cabalmente, ou que não tenham provas científicas, não restam dúvidas de que existe "algo mais" do que a realidade material que todos conhecemos.
Esse "algo mais", talvez possa, em parte, ser confirmado pelo facto, até agora, indesmentível, de que tudo o que existe no Universo, nele se mantém eternamente, ainda que sofrendo constantes alterações.
Assim, ainda que a matéria se transforme, ainda que nasçamos e morramos, a energia que nos gerou e dá vida abandonará o nosso corpo material, após a nossa morte, mas, como energia que é, manter-se-à viva em qualquer "lugar" ou dimensão do Universo.
Ondas Sonoras
Poder-se-à contrapor que não existem provas científicas da existência dessa energia. Mas, dessa energia, como de outras, só conhecemos, ou temos capacidade de ver ou ouvir, as suas manifestações, efeitos e/ou aplicações.
Eletricidade
Assim é com os ultrassons, a eletricidade ou a radiação, as quais só foram identificadas, entendidas e utilizadas, numa época relativamente recente da história da humanidade.


Radiação
Se muito já conhecemos e entendemos, muito mais há para conhecer e entender, pelo que nunca poderemos negar a existência de algo, apenas porque não o entendemos ou conseguimos explicar.
Na grande maioria dos relatos acerca de comunicações com pessoas falecidas, aparições de fantasmas ou casas assombradas é comum as pessoas afirmarem que tiveram dificuldade em entenderem o que estes lhe pretendiam dizer e, também, que as suas aparições eram assustadoras.  


Afigura-se, de alguma forma, evidente por que razão a comunicação poderá ser difícil e as aparições assustadoras. Acima de tudo, o desconhecido causa-nos medo, além de que, se vivenciamos algo que é, vulgarmente, identificado, pelo senso comum, como disparatado ou demente, temos tendência para pensar que essa vivência é produto da nossa imaginação perturbada ou de uma alucinação, quer nos estejamos a referir a objetos que se movem, a vozes misteriosas, ou a aparições fantasmagóricas,  logo fora da realidade.
Por outro lado, esses movimentos, vozes ou aparições, sendo provenientes da energia vital de pessoas já falecidas, reproduzirão o estado de espírito, desse "espírito", aquando da altura da sua morte, caso não tenha conseguido ascender para a luz, ou para um nível de entendimento superior, ou, até mesmo, caso não tenha compreendido que morreu. Assim, ser-lhe-à difícil comunicar, quer porque essa forma de comunicação, enquanto apenas energia, lhe é ainda estranha, quer porque os recetores dessa mensagem não estão preparados para a entender ou reconhecer.

Estes "seres" de energia, quanto menos evoluídos forem, mais dificuldade terão em comunicar, fazer-se entender ou materializar a sua energia, por forma a projetarem uma visão, de si próprias, tão próxima quanto possível daquilo que possa ser captado pela visão e compreendido pela mente de quem os vê, sem lhes causar espanto, incredulidade ou temor.
Mas, aparentemente, existe uma necessidade de comunicação, a mesma parece realizar-se de diferentes formas, por diversas razões e por espíritos em distintos níveis de evolução, os quais podem variar entre um espírito profundamente perturbado, até um espírito altamente evoluído.
Provavelmente já se apercebeu, por mais de uma vez na sua vida, de que foi salvo de uma situação difícil, perigosa ou aterradora, por uma espécie de inspiração que o "empurrou" para tomar esta, ou aquela, decisão, escolher este, ou aquele, caminho, ou, até mesmo, deter-se ou abrandar, subitamente e sem razão aparente, para em seguida constatar que algo de perigoso se encontrava mais à frente, mas que, de forma alguma, se poderia ter apercebido antes.
Dizem que essas inspirações são provenientes dos nossos Anjos da Guarda, do nossos Guias Espirituais, ou dos nossos Entes queridos que já partiram.
Não acredita? É compreensível que tenha muitas dúvidas, mas pode sempre tentar abrir a sua mente, dentro dela existem ainda muitos mistérios por desvendar, e procure "ver" mais longe, antes de negar a existência de uma Energia que ainda não consegue compreender ou explicar e que ainda não foi autenticada pela ciência.


UBUNTU - "Eu sou porque nós somos"